sábado, 13 de julho de 2013

Let It Be

42º Capítulo

 

[O homem olhou-me e disse: Seu Nome Hooper? Já colocamos sua encomenda na sala. 
Voltei para a sala, perto da cozinha e me deparei com uma cena linda. Como ele mandou tudo isso em tão pouco tempo?]

Não eram apenas centenas de rosas, mas ao invés de pólen e sementes, todas haviam bombons recheados em cada uma delas. Eu estava perplexa. Como eu não vi tudo isso aqui quando desci as escadas? São mais de 100 buquês de rosas vermelhas perto da bancada da cozinha. Jade disse: O homem que as colocou aqui disse que cada uma tem um cartão.
Realmente, 100 cartões para ler não é fácil. De tanto que eu chorei, já não haviam mais lágrimas que me fizessem chorar novamente. Peguei um dos cartões e assim que abri, estava escrito com a letra dele, “se você soubesse o quanto me sinto idiota por ter errado tanto”. As flores eram numeradas... Talvez uma continuação do cartão. Peguei a próxima e era realmente a continuação, “idiota por ter feito você chorar, e não poder fazer nada para concertar o meu erro”. Peguei a número 3, “idiota também, por ter sido além de ridículo, irresponsável e sem coração". “Ah se você soubesse o quanto eu chorei por você”. “O quanto eu te amo, nem eu mesmo posso te dizer”. “Dizem que um amor verdadeiro, é um amor sem medidas”. “Será que é possível medir o tamanho da dor que eu sinto em te ver chorar por um erro meu...”. “E não poder dizer nada, além de ‘perdão?’”. O cartão número 9, era um pouco maior. “Eu queria que você soubesse o quanto eu te amo. Mas eu não consigo explicar ou demonstrar de outra maneira, sem ser dizendo que eu te amo”. Os próximos 90 cartões haviam apenas “eu te amo” em cada um deles. No último, não era a mesma coisa. “Não pense que eu vou desistir de você, porque eu não vou”.
Olhei para as empregadas, que pareciam tão surpresas quanto eu e falei: Meu Deus.
Tammy disse: Isso foi por conta da briga de vocês?
Assenti cautelosa e falei: Na verdade, nós terminamos. Mas eu não esperava por isso.
Jade disse: Ele é romântico pelo jeito.
Assenti e falei: Até demais.
Sentei-me no chão, no meio de todas elas e peguei alguns dos bombons. Dei um pra cada a delas e falei: Podem tirar uma foto minha aqui? Por favor?
Jade assenti e logo tirou várias fotos. Falei ainda sentada no chão: O que vamos fazer com isso?
Tammy deu os ombros e disse: Posso pedir para que o jardineiro enfeite a área perto da piscina com todas elas. Porque são muitas flores.
Concordei e falei: Mas como elas são severidade? Sendo que há bombons no meio?
Jade riu e disse: Deve ter colocado o bombom em cima do pólen. 
Concordei e falei: Verdade...-ri-. Então peçam para o jardineiro fazer isso que você disse, porque eu preciso levar os cartões e bombons para o quarto.
Jade disse: Então, você vai desculpá-lo? 
Rapidamente neguei com a cabeça e falei: Nem nos sonhos.
Subi as escadas com as mãos cheias e joguei tudo na minha cama. Foi lindo o que ele fez, mas em compensação não vale de quase nada, para reverter a burrada que ele cometeu.
Achei melhor não ligar para ele, e nem dizer nada. Se ele me conhece como pensa, deve saber que eu não irei desculpá-lo tão fácil assim. Até porque, eu sempre aprendi com os meus pais que traição não tem perdão.
Enquanto comia os chocolates, passei a lembrar de tudo que já passamos juntos. Desde o dia em que nos beijamos na lancha, até a última quinta, em que eu dormi na casa dele e Justin fez uma linda declaração logo entregando-me a aliança. Não consigo acreditar que ele foi capaz de cometer um erro tão grave como esse.
E se essas fotos vazarem na internet? Do jeito que estavam bêbados, como ele disse, muitas pessoas devem ter tirado fotos desse momento vergonhoso. No momento em que vi a foto, foi como se todo o meu amor que sentia por ele estivesse acabado, naquele instante. Foi como se nada tivesse sido real e eu me sento a garota mais tola do mundo. Era ele, o meu Justin se agarrando com outra garota. E a pior parte disso, foi que essa garota não era eu. Ela era alta e parecia ser mais velha. 
Nada disso importa. Eu preciso fazer algo para que ele veja que não tem volta... Mas o que? Talvez minha mãe tenha alguma ideia para me dar. Assim eu aproveito e explico tudo a ela.
Liguei para a dona Carol e passamos cerca de uma hora conversando. Ela como sempre me aconselhou, e disse que não pode tomar uma decisão como essa por mim, porque o que aconteceu foi muito sério e eu tenho que me decidir. Mesmo não dizendo o que eu devo fazer, ela está certa.
Não consigo ver o Justin com outros olhos, mesmo que ele faça o possível e o impossível para me provar que está arrependido. Como ele pode chegar a esse ponto? De tanto que discutimos sobre isso, ele nem chegou a mencionar a minha foto com o Anthony. 
Eu até poderia ligar para o Alfredo e perguntar como isso foi acontecer, mas estou decepcionada demais com ele para tentar entender essa história. 
Guardei todos os cartões no meu closet, em uma caixa em que já haviam várias cartas.
Os bombons deixei na cama mesmo, já que não iria comer todos agora e sai do quarto. Eu não estava alegre, apesar de ter gostado muito das flores, mas também não estava tão triste como antes. Eu só queria que nada disso tivesse acontecido. Mas infelizmente, quem errou foi ele, e não eu. Então não tenho do que me culpar. Eu fiz de tudo para ser a melhor namorada do mundo para ele, mas pelo menos isso não valeu de nada e não foi o suficiente. 
Peguei meu fichário que estava em cima da cama e coloquei-o na escrivaninha. Já que preciso me distrair, tenho que terminar de estudar para as provas de amanhã.
Folhei as páginas e lembrei do Justin dizendo que eu não era tão boa assim no inglês. Se eu não fosse boa, ele não entenderia o que eu falo. Preciso esquecer do que aconteceu, e tentar esquecê-lo.
As vezes, por incrível que pareça, monja vida era melhor quando eu era apenas uma fã que morava do outro lado do mundo. Porque desde que o vi pela primeira vez, tudo mudou. Mas eu o amo tanto... Que não consigo esquecer da nossa briga de horas atrás. 
Tentei estudar um pouco, e quando já estava anoitecendo, alguém bateu na porta.
Não reagi e esperei que dissesse algo.
“Ele veio aqui?”
Lia e Vini entraram no quarto e ela sentou-se na cama esperando a minha resposta. 
Virei-me para trás e falei: Veio e passou quase uma hora aqui.
Lia disse com a voz baixa: E o que vocês decidiram?
Falei triste: Foi uma briga séria e eu terminei com ele.
Ele ficou abaixado na minha frente e disse: Imaginei... Eu o vi no estúdio hoje.
Falei curiosa: Do meu pai? O que ele fazer lá? Que horas você o viu?
Ele disse: Não faz nem uma hora. Ele estava conversando com o seu pai e não cumprimentou ninguém de lá. Isso porque muita gente começou a tirar fotos dele e logo foi embora.
Falei: Ele disse que vai fazer de tudo para me provar que está completamente arrependido. Ele mandou um caminhão de flores para cá, com cem buquês e uma mensagem em cada um deles. 
Lia disse: Que fofo! E você agradeceu ele, claro.
Neguei com a cabeça e falei: Não. Eu não quero vê-lo ou conversar com ele por um bom tempo.
Lia disse: Mas como você tem tanta certeza que ele ficou com uma das garotas? Ele mesmo disse que estava bêbado.
Engoli seco e falei: Ele... me mostrou algumas fotos que o Lil Za tirou. Foi decepcionante ver aquilo.
Vinícius disse: Fotos? Que loucura! E se isso parar na mídia?
Dei os ombros e falei: Ele está solteiro agora, então não tem nada a perder.
Lia disse:  Pare de falar assim! Nós dois sabemos que vocês se amam.
Falei: Se ele me amasse tanto quanto diz, nunca teria feito uma coisa dessas comigo.
Ele disse: Em algum momento que vocês brigaram, ele disse que te ama?
Suspirei e falei: Mais de 20 vezes. Ele gritou da janela para a rua, tão alto, mas tão alto que o condomínio inteiro deve ter ouvido, dizendo que me ama e está arrependido. 
Lia disse: Eu se fosse você, perdoaria ele.  
Falei: Eu não consigo. Não sei o que fazer.
Os dois pegaram alguns dos bombons que estavam na cama e o Vinícius disse: Ele é homem e bebeu. Isso é normal, mas não explica essa traição.
Falei: O que eu faço?
Lia disse: Você nunca me escuta, mas eu acho que você deveria dar um tempo para ele pensar em como fazer você perdoá-lo. E você também tem que pensar muito sobre isso.
Vinícius assentiu e disse: Eu concordo com a Lia. Eu acho que você está com a cabeça muito quente para tomar qualquer coisa agora. 
Falei: Mas o que eu faço? Eu quero me distrair, preciso parar de pensar nele e tentar esquecer isso por uns dias.
Ele disse: Impossível você esquecer isso. Acho que sair comigo vai te animar. 
Falei: Se vocês conseguirem me distrair, eu agradeço. 
Os dois me abraçaram e falei: Eu já sei.
Vini disse: Já sabe o que?
Falei: Eu preciso mostrar para o Justin que estou conseguindo esquecê-lo. Eu vou... me aproximar do Anthony.
Lia riu e disse: Duvido. Você detesta aquele cara.
Falei: Mas eu posso tentar. Eu quero que o Justin sinta o que eu senti, porque eu estou muito magoada com ele.
Vinícius disse surpreso: Mas, por que com o Anthony? Ele só te causa problemas.
Falei: Porque sim... Meu pai iria até me ajudar e seria algo temporário.
Lia disse: Então você vai usá-lo?
Neguei com a cabeça e falei: É... não. Eu vou tentar esquecer o Justin.
Ele riu e disse: Qual é Seu Nome. Você não irá esquecê-lo, nem que você queira.
Falei: Poxa, obrigada.
Lia disse: Eu vou conversar com o ajustam. Quero saber como ele está com tudo siso.
Falei: Não vai adiantar nada. Ele está pra baixo e chorou feito criança quando veio aqui.
Ela disse: Por isso mesmo. Eu quero saber a versão dele. 
Falei como se fosse óbvio: Só tem uma versão. A dele. Eu não fiz nada.
Ela disse: Mesmo assim. Mais tarde eu passo na casa dele. O Justin em show hoje?
Dei os ombros e falei: E eu lá vou saber?
Ela riu e disse: Tem ou não?
Neguei com a cabeça e falei: Não... 
Ela disse: Então depois eu converso com ele.
Vini tentou me distrair falando sobre as gravações de hoje e me contou imas coisas engraçadas para que eu desse risada. Lia pediu para a Tammy preparar o jantar e ficou conversado com a gente.
Tudo estava indo bem, até que meu celular tocou.
Passei as mãos no rosto e falei: É o Justin.
Lia disse: Quer que eu atenda?
Neguei com a cabeça e falei: Eu não vou atender. Não quero conversa com ele.
Vinícius mudou sua expressão facial e disse: Aquele idiota. Como ele pode fazer uma coisa dessas com você? Se você não o amasse tanto, eu juro que daria um soco na cara dele.
Falei: Não é necessário... Isso não irá mudar o que aconteceu.
Ele disse: Mas ele tem que aprender que isso não se faz, com ninguém. Você não vivia dizendo que ele trata as garotas como princesas e essas coisas? -assenti- O que ele fez não condiz com o que você disse sobre ele.
Meu celular tocou novamente e falei: Ele não vai parar até que eu atenda.
Ele disse: Se eu atender, vou até a mansão dele dar um chute na cara.
Quando o Vínicius fala isso, é porque ele realmente faz. Quantos garotos ele já brigou por mim e pela Lia, ou até mesmo por uma desconhecida que ele via que precisava de ajuda. Ele é do tipo que se nos dois primeiros minutos conversa não der certo, parte para a violência. Mas apenas com homens, claro. 
Peguei o celular e fiquei olhando para a nossa foto enquanto tocava. Lia rapidamente pegou-o da minha mão, e antes que eu me manifestasse, atendeu e foi até o closet. 
Falei indo atrás dela: Desliga isso Lia. Não era para você atender.
Ela desfez a cara de curiosa para decepcionada. Logo que respondeu o Justin, seu olhar entristeceu e parei onde estava.
Vini me segurou pelos braços e disse: Nós temos 3 provas amanhã. O que acha de estudar?
Custei a respondê-lo, prestando atenção na Lia para tentar entender o que ela dizia, e falei: Pelo menos não envolve o Justin.
Ele desligou minha tevê e a Lia jogou meu celular na cama: Cara... Não acredito.
Falei: O que ele te disse?
Ela falou um tanto sem reação: Ele, eu não sei explicar. Sua voz estava baixa e aflita. Ele falava rápido como se eu fosse desligar na cara dele. O que você disse para ele hoje?
Falei: Além de mandá-lo ir embora várias vezes, eu disse que não queria mais ouvir sua voz ou vê-lo. Acho que foi isso. Por que?
Ela disse: Você é idiota? Ele ligou porque disse que queria ouvir sua voz, e saber se você não estava mais chorando. Ele não iria pedir desculpas de novo. Só queria saber como você estava. 
Falei esperançosa: Isso é sério?
Ela assentiu e disse: Claro que é. E... Eu pedi para que ele viesse aqui.
Gritei: Aqui? Por que? Eu não quero vê-lo tão cedo. Lia, por que você fez isso? Vini, da um tapa na cabeça dela.
Ele riu e disse: Eu não posso. Ela é uma garota.
Empurrou-a em tom de brincadeira, que disse: Sou eu que vou falar com ele, e não você.
Falei: E por que você não vão na casa dele? Eu não quero esse garoto aqui. Daqui a pouco meu pai chega e piora tudo. 
Vinícius disse ao abrir a porta do quarto: Hoje ele irá voltar quase ás 4h da manhã. Porque as cenas se passam durante a madrugada ao ar livre.
A única desculpa que eu tive não funcionou. Justo hoje ele tem que chegar tão tarde?
Jade parou em frente a porta e disse: O Bieber está na garagem. 
Lia disse: Eu vou lá.
Ela saiu do quarto e eu não movi um passo. Mesmo que tudo isso esteja acontecendo, eu tenho um dedo de ciúmes dela conversando com o Justin.
Ele riu e disse: Eu sei que você também quer ir lá. Vamos. Eu fico com você.
Assenti e puxei-o pelo braço.
Falei olhado para ela: Está muito na cara que eu chorei o dia todo?
Ele balançou a cabeça e disse: É, sim. Mas relaxa. Você continua linda.
Fomos até a sala e ela deixou a porta principal completamente aberta, parada na escada falando com o Justin.
Ele vestia uma jaqueta preta de couro e uma blusa e calça da mesma cor. Óculos escuros e um boné também preto. Não havia nada que ele estivesse usando que não fosse preto. Eu não gosto disso. Parece até que ele está de luto.
Fiquei espiando pelo vão da porta e eles convocadas em uma calma tão vagarosa, que eu mal consiga entender. 
“Ela tem que tentar me entender. Eu juro que, se eu não a amasse tanto quanto eu amo, eu desistiria na hora. Mas eu não vou fazer isso. Porque ela é tudo pra mim”. Foi a única parte que ouvi, e foi o suficiente.
Sorri feito boba e sussurrei: Você ouviu isso Vini.
Olhei para trás e ele estava sentado na cadeira da mesa de jantar, olhando-me.
Toda vez que eu pensava em ir até ele, a nossa briga me vinha nos pensamentos. Aquelas fotos ridículas e o que ele me dizia. Saí de lá e fui até o Vini. Sentei-me ao seu lado e começamos o jantar.
Lia passou cerca de meia hora falando com o Justin. De onde surgiu tanto assunto? Afinal, por que ele veio aqui? Não tem o que dizer.
Terminei meu jantar e falei: Não acredito que ela ainda está lá fora.
Vinícius deu os ombros e disse: Logo ele vai embora.
Falei: Eu... Não quero ficar aqui. Vou para o meu quarto. Qualquer coisa você vai lá.
Ele assentiu e sorriu. Subi as escadas devagar e pensativa. Eu me sinto tão mal por tratar o Justin desse jeito, mas ao mesmo tempo, outra parte de mim diz que eu estou fazendo o certo. 
Fui até meu quarto e encostei a porta. Comi alguns bombons enquanto tentava estudar para os testes de amanhã.
“Eu te amo Seu Nome Hooper. Me perdoa. Eu amo você”. Essa frase martelava na minha cabeça como um CD travado, passando a mesma coisa centenas de vezes. 
Por que ele errou tanto? Tudo bem beber e se divertir com os amigos, mas fazer o que ele fez, é imperdoável.
Eu já estava quase dormindo quando a Lia veio no quarto, e disse: Por que você não o perdoa? Eu sei que você deve estar super chateada, mas ele falou tanto de você pra mil que eu não sabia o que dizer.
Falei: Eu não quero Lia. Ele fez uma das piores coisas do mundo. Não tenho mais confiança nele. Acabou.
Ela disse: Você está dizendo isso da boca para fora que eu sei.
Falei: Eu me importo muito com ele, mas não dá para voltar atrás. Se ele fez osso deveria ter tido consciência de que acabaria com o nosso amor.
Ela disse: Corrigindo. Acabou com a relação de vocês, mas o amor não acaba tão fácil assim.
Falei: Da parte dele, você diz.
Ela disse: Você não sabe conversar sem ser chata.

[...]

Meu celular apitou alto, e fez com que eu acordasse. Olhei para os lados e ainda estava tudo escuro. 

“Eu... Sei que você não vai me atender, mas eu só queria dizer que te amo e te peço perdão pelo que fiz, de novo. Eu te amo Seu Nome, e sinto sua falta”.

Ele deixou essa mensagem de voz há um minuto. São quase 5 horas da manhã. Por que ele está acordado logo agora? Coloquei para repetir e fiquei ouvindo tudo o que ele disse mais de 10 vezes, até dormir novamente.
Foi como se assim que eu fechei os olhos, meu despertador tocou. Já eram 8h30. Não estava com a mínima vontade de levantar e encarar mãos um dia no colégio. A sorte é que como eu só farei as provas, voltarei para casa mais cedo. Ou talvez eu saia para almoçar com a Keisy e o Kaique.

1 semana [...]

Falei sorridente: Eu queria fazer umas fotos pai. Eu adoro isso e acho que seria muito melhor do que atuar.
Ele disse interessado no assinto: Então você quer ser modelo?
Neguei com a cabeça e falei: É... Não exatamente isso, mas eu queria tentar algo nesse ramo. Posso?
Ele concordou e disse: Mas é claro. Publicidade é tudo quando você tem um pai que já é uma celebridade.
Falei: Mas você não é uma celebridade pai.
Ele riu e disse: Você me entendeu. Ainda hoje eu te levo no estúdio aqui perto de fotografia, que você vai gostar.
Assenti e falei: Tudo bem. Vou passar o resto da tarde aqui mesmo.
Ele disse sentando-se em sua cadeira: Tão bom saber que você está tentando esquecer o Bieber. Ele não serve para uma garota linda como você.
Falei: Eu não esqueci o Justin pai... Eu só estou tentando não lembrar do que aconteceu. Você deveria me ajudar. 
Ele disse: Mas eu estou te ajudando. Sou completamente a favor de você se divertir com o Anthony.
Falei: Mas ele é muito ignorante.
Meu pai disse: Então por que você está saindo com ele?
Falei: Ai pai. Esse tipo de conversa é só entre adolescentes.
Sai de perto dele e o Anthony veio até mim com o Vinícius.
Falei: Vocês não irão gravar nada agora?
Vini disse: O seu futuro ai vai. Eu preciso falar com você.
Anthony sorriu e foi rapidamente falar com o meu pai.
Falei: O que foi Vini?
Ele me puxou pelas mãos até a escada que dava para o escritório do meu pai e disse: É sobre o Justin.

Continuo amanhã

Boa tarde p vocês. Postei mais cedo hoje porque sei lá, já estava pronto haha e eu acho que ficou um pouquinho grande. Espero que estejam gostando da fic porque ainda tem mta coisa para acontece e... Eu já tenho em mente sobre o que vai rolar durante mtos caps então relaxem que ela não vai perdoá-lo tão fácil hehe. Amando os comentários. ''Você escreve muito bem menina'' me abraça. Beijos.

9 comentários:

  1. MORRI MORRI , OMG OMG , o que sera q o vini quer falar , ansiosa letisss , beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Linda, esta maravilhoso, continua logo em
    Bjoss
    Luu

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus,Meu Deus,Meu Deus
    Aí o que o vini vai falar pra ela,espero que ela n fique com o Anthony porque anthony e o nome da pessoa que eu odeio.
    Esperando por amanha super curiosa
    #Bjs

    ResponderExcluir
  4. OMG, to curiosa pra saber oq o vini vai falar pra ela...ela tem que perdoar o Justin!!
    bjos

    ResponderExcluir
  5. Ultimamente to chorando muito cara. Isso ñ é legal.
    @fuckswagjb

    ResponderExcluir
  6. Continua Lele!! Ta maravilhoso beijoos @_soutodinhasua

    ResponderExcluir
  7. continuaaaa,caraca menina tu eh pft

    ResponderExcluir
  8. Lele minha linda desculpe ,é q ontem eu esqueci de comentar mais tá ai :) tá muito perfeita e eu estou com saudade de NGU haha bjus
    @dudinhagarcia2

    ResponderExcluir