quarta-feira, 24 de abril de 2013

Never Give Up

3º Temporada - 12º Capítulo


[Mas o que? Senti uma vontade incontrolável de rir na cara dele, mas achei falta de educação e segurei o riso: É, não. Estamos apenas namorando.Ignorei-o que rapidamente se afastou e coloquei meu fone de ouvido. Mal posso esperar para pisar finalmente no Rio de Janeiro.] 

As aeromoças passavam por mim, e uma delas disse: Você é a namorada do Bieber?
Falei ainda com o fone: É, sim. Por que?
Ela disse toda empolgada: Ai que legal. Eu adoro vocês juntos.
Sorri e disse: Obrigada.
Mas que coisa. Já estou ansiosa, e ninguém me deixa dormir.
Fingi estar dormindo, esperando o sono vir e pensando em tudo que já aconteceu na Califórnia. Será que esta sendo uma boa ideia voltar para a casa dos meus pais? E se conseguir uma ótima faculdade lá? O Justin vai ficar irritado, mas tudo bem, a gente aprende a lidar com a situação.

[...]

Já comi várias bolachas, tomei suco, dormi e ainda não chegamos. Que demora. Deveria ter marcado o vôo para a noite.
O piloto nos avisou que iríamos pousar em minutos. Ah, finalmente. Já não aguentava mais ficar aqui sentada. Levantei-me junto com os outros, e varias garotas me pediram fotos, dizendo que adoravam meu namoro com o Justin e blá blá blá.
Tomara que quando eu sair desse avião, não tenham paparazzi me cercando. Fui uma das primeiras a descer, e o local dos aviões estava vazio.
Fui até o lugar de pegar as malas, e fiquei esperando a minha. Mandei um SMS para a Megan "cheguei".
Peguei minhas duas malas e coloquei-as no carrinho. Fui até a porta de vidro, que abriu-se pelo sensor. Olhei ao redor e haviam muitas pessoas nesse aeroporto. Avistei a Megan e minha mãe acenando e longe, gesticulando para que eu saísse pelo outro lado. Provavelmente mais vazio.
Dei a volta e sai por trás, dando de cara com elas. Abracei as duas de uma vez, e disse: Que saudade eu estava de vocês.
Minha mãe não me soltava, e a Megan disse empurrando meu carrinho: Rápido. Os paparazzi estão atrás de você. Estacionamos na garagem. Vem.
Ela me puxou pelo braço até a saída, enquanto todos me olhavam curiosos. Provavelmente me reconheceram, mas felizmente permaneceram me olhando de longe.
Entramos no carro e falei: Por que tudo isso? Tem muitos fotógrafos aqui?
Minha mar disse ao ligar o carro: Você não faz ideia. Na hora em que chegamos, eles nos encheram de perguntas.
Ao sair, notei que haviam mais de 10 deles me fotografando dentro do carro. Falei rindo: Eles mãe?
Ela assentiu e disse: Você viu quantos?
Falei: São poucos-ri-normal.
Megan disse: Mas e ai, como andam as coisas?
Falei: Agora esta tudo bem. Minha festa foi incrível. Vocês tinham que estar lá.
Ela disse animada: Trouxe os seus presentes?
Falei: Alguns sim. Depois você vê tudo.
Minha mãe disse: E o Justin? Não ficou bravo por você ter vindo?
Dei os ombros e disse: Ficou, até demais. Depois de brigarmos por isso, acho que ele finalmente entendeu.
Assim que chegamos em casa, desço do carro e avistei fotógrafos do outro lado da rua. Acenei para eles ainda com os óculos de sol e entrei em casa puxando uma das malas.
Minha mãe disse: Você não pode ficar carregando muito peso. Só piora o seu curativo.
Falei: Já faz tempo mãe, eu já posso carregar peso.
Ela disse: Mas não é legal abusar.
Falei ao entrar na sala: Cade meu pai?
Megan disse: Só vem para o jantar. Ele não sabe que você já chegou.
Falei: Ah tá. Onde irei dormir?
Megan me puxou pelo braço e disse: No meu quarto. Vem.
Subimos as escadas correndo e demos de frente com uma porta entre aberto. Era o quarto dela, provavelmente. Abri a pota e havia uma cama de casal, e outro de solteiro na parede. Um guarda-roupa tamanho médio, uma tv na parede, uma escrivaninha com o notebook e varias coisas dela.
Falei: Desde quando você está morando aqui?
Ela deu os ombros e disse sentando-se na cama: Desde setembro do ano passado. Comecei a faculdade esse ano, e tive que me mudar antes para organizar melhor.
Falei: Que legal. Estou louca para fazer a faculdade aqui no Rio. O que você acha?
Ela disse: Eu acho que o seu namorado não iria gostar nada disso.
Ri e disse: Ele pensa que manda. Farei de fotografia e modelo. Tomara que de certo.
Ela disse: Você pretende ficar aqui de vez?
Fiz que não com a cabeça e disse: Acho que não. Eu gosto de morar na Califórnia. Mas preciso decidir minha faculdade e emprego. Não quero ser dependente do Justin.
Ela disse enquanto abria uma de minhas malas: Vocês são milionários (Seu apelido). Não precisa trabalhar.
Falei: Ele é milionário, eu não.
Ela disse: Você conhece seu namorado e sabe que ele irá implicar se você quiser trabalhar para pagar a faculdade.
Falei: Isso eu resolvo com o tempo. Logo ele aceita.
Ela riu e disse: Pelo jeito vocês estão meio distantes, não?
Dei os ombros e disse: Não estamos distantes, é porque ele ainda está em turnê, então ele não tem muito o que opinar sobre o que eu faço. Estamos bem.
Sentei-me na cama e ela disse: Menos mal. Vamos desfazer suas malas, porque iremos jantar fora e você já termina isso logo.
Falei: Ah não. Quero jantar aqui em casa. Há tanto tempo não como a comida da mãe, sinto falta.
Megan disse colocando as roupas na mesa: Como você é de lua. Vou avisá-la então. Já volto.
Assenti sem responder e ela saiu do quarto. Nem acredito que finalmente estou na minha antiga casa, sem paparazzi, sem mídia me questionando, sem discussões, apenas na minha casa.
Deitei-me na cama e fitei o teto por alguns segundos. Olhei para a tv e liguei-a. Meu celular tocou e olhei no visor, era um número desconhecido, do Canadá.
Quem seria a essa hora? Atendi mesmo sem saber quem era.

           -Ligação-

-Alô?Quem fala?
-É a Seu nome. Quem está falando?
-Ufa. Pensei que tivesse ligado errado. É a Alli, amiga do Justin e do Chaz.
-O que você quer comigo?
-Calma...Eu só, queria te dizer que eu não queria que você e o Justin tivessem terminado. Só porque eu e o Chaz terminamos de novo, você deve estar pensando que eu ajudei você e o Bieber a terminarem, eu juro que agora eu não fiz nada.
-ri- Do que está falando? Eu e o Justin não terminamos. De onde você tirou isso?
-Como não? Você está no Brasil e ele voltou para a turnê... Eu tinha certeza que vocês tinham terminado e acabei me sentindo culpada.
-Não terminamos. O que te fez sentir culpada?
-É porque...Quando nós ficamos, ele disse que te amava e essas coisas. Pensei que tivessem brigado por isso.

Soltei o celular e suspirei para manter a calma. Olhei novamente para a tela e falei com a voz mais calma do mundo.

-Vocês ficaram?
-É...Sim. No dia depois que ele veio aqui, mas não foi nada demais.
-Eu sei disso. Era só isso que você queria me dizer?
-Sim.
-Ótimo.

                                   -Ligação- 

Megan estava sentada na beira da cama, e disse: Quem era? Você estava com a voz mais falsa do mundo.
Bufei irritada e disse: Uma garota idiota, me ligou falando que ela e o Justin ficaram. Será que é verdade?
Ela disse: Você a conhece? Eles se conhecem?
Fiz que sim com a cabeça e falei: Ele não seria louco de fazer isso de novo.
Megan disse me passando o celular dela: Liga pra ele do meu. Assim ele não saberá que é você, e talvez nem lembre desse assunto.
Falei: Não faz diferença. Eu ligo do meu mesmo. Só preciso me acalmar antes, para não estourar com ele antes de saber o que aconteceu.
Ela assentiu sem opinar e liguei para ele, que atendeu logo no segundo toque.
  
               -Ligação- 

-Oi princesa. Chegou agora?
-Oi Justin. Faz uns 20 minutos. Estava desfazendo as malas.
-Ah sim...E foi tudo bem de viagem?
-Foi. Posso te fazer uma pergunta?
-Todas que você quiser.
-Você ficou com a Alli, em algum momento?
-Ah...loira? Não que eu me lembre. Por que a pergunta?
-Como assim, não que eu me lembre?
-riu-É porque eu acabei desmaiando aquele dia. E pode ser que ela tenha me atacado, por isso não me lembro.
-Não gostei dessa explicação. Estou falando sério.
-Calma amor, eu não fiquei com ela. Não sou trouxa de fazer isso com você.
-De novo, você quer dizer. E não me chame de amor, porque estou brava.
-Mas o que eu fiz agora?
-Nada Justin, nada. Depois eu te ligo.
-Grossa. Tá.

         -Ligação-

Deixei no viva-voz para que a Megan ouvisse a conversa, e ela disse: Vocês pareciam calmos.
Falei: É que nós discutimos diariamente, então não temos porquê nos irritar pelo celular.
Ela concordou e continuamos conversando, para que eu esquecesse esse assunto um pouco.
Já havia anoitecido e até agora meu pai não tinha chego. Quero jantar logo para dormir. Estou exausta de passar tantas horas naquele avião, sentada no maior tédio. E tem gente que consegue descansar lá, eu em.
Tomei um banho e vesti meu pijama. Assim que voltei para o quarto, estava vazio e ouvi a voz do meu pai de longe. Desci as escadas correndo e ele abriu os braços para que eu pudesse abraçá-lo. Dei vários beijos em seu rosto e falei: Que saudades pai. Pensei que não voltaria hoje.
Ele riu e disse ainda me abraçando: Senti muito sua falta filha. Atrasei porque hoje o dia foi bem puxado.
Fomos até a mesa e nos sentamos.
Minha mãe disse: E o Justin filha? Até agora você não comentou sobre ele.
Megan bocuda tinha que falar o que não deveria: Eles brigaram há horas.
Cerrei-a com os olhos e falei: Quieta Megan Lopes. Não tem o que falar mãe. Estamos bem.
Minha mãe disse: Mas vocês brigaram. Isso para mim não é estar bem.
Dei os ombros e disse: É bobeira.
Meu pai decidiu não opinar quando se tratava do Justin, ou melhor, ele comentava uma coisa ou outra, mas não tentava entender o assunto, ou o que andava acontecendo. Melhor assim, um a menos para me questionar.
Voltei para o quarto e recebi um sms do Justin:

''Aqui já passou das 2h. Podemos conversar? Quero saber de onde você tirou essas coisas daquela garota''.

Respondi-o:

''Ela me ligou falando isso, e pensou que tivéssemos terminado. Não quero conversar agora, ainda estou irritada''.

Ele respondeu em questão de segundos:

''E você acreditou nela? Poxa...Tudo bem, conversamos depois então. Só uma coisa, eu amo você''.

Deixei o celular de lado e deitei-me na cama. Apagamos as luzes e Megan disse: Amanhã cedo iremos sair para o shopping e passar o dia fora. Fechado?
Falei: E a sua faculdade mocinha?
Ela riu e disse: Amanhã é sábado mana, não vou.
Falei: Ah tá. Tomara que não tenham muitos fotógrafos nos cercando, preciso descansar da mídia, pelo menos por uns dias.
Ela disse: Deixa que isso eu resolvo.
Do jeito que o Justin falou, com certeza aquela garota mentiu para saber minha reação. Ela deve ter pensado que eu iria discutir com ela, e terminar com o Justin na hora. Nunca que eu faria isso, ainda mais porque essa loira aguada mentiu. Eu acho. O que importa é que ele levou no bom humor e disse que me ama. Isso está de bom tamanho. Amanhã eu ligo para ele e poderemos conversar com mais calma.

[...]

Acordei com o meu celular tocando, no último volume, ecoando todo o quarto. Falei ainda com os olhos fechados: Que saco esse celular. Quem é?
Sim, eu estava sozinha no quarto e não tinha percebido. Olhei no visor e haviam mais de 20 mensagens do Justin de bom dia, perguntando como eu estava, se poderíamos conversar, falando que ele estava indo para uma entrevista, dizendo que já havia tomado café da manhã. Parecia até que ele estava no twitter, falando sozinho. Tirei print de tudo o que ele mandou, que ficou na minha página inicial e postei no twitter ''é tipo twitter''. Logo ele me mandou uma dm ''responda o seu namorado, grato''.
Respondi-o com um bom dia e disse que não precisava conversar, porque estávamos mais calmos. Ele ficou mais tranquilo e paramos de conversar.
Saí do quarto e fui direto tomar um banho. Já que iríamos sair mais cedo mesmo, melhor ficar pronta antes. Como estou no Rio de Janeiro, vesti o shorts mais curto que eu tinha, e uma regata branca com uns estrass para enfeitar. Deixei o cabelo solto, após secá-lo e passei pouca maquiagem. Fui até a mesa e sentei-me sozinha para o café. Olhei ao redor e a casa parecia vazia. Que legal, todo mundo esqueceu que eu voltei e saíram como rotina, me deixando aqui. Ótimo isso, nossa.
Assim que terminei o café, me deu uma dor de cabeça tão forte, que achei melhor ficar sentada no sofá um pouco para ver se passava sem a necessidade de remédios. Liguei a tv e fiquei ouvindo o jornal. Como é bom ouvir novamente o português. As vezes cansa querer falar em português com alguém lá da outra casa, e praticamente ninguém entender. O Justin então, nem se fala. Só sabe o que é olá, tchau, te amo e obrigado. SÓ. Isso é decepcionante. Porque o resto do vocabulário ele tenta entender, mas quase não consegue. Minutos depois, ouvi alguém bater a porta e dizer: BOM DIA (SEU APELIDO). PRONTA PRA PASSEAR?
Falei ainda sem olhá-la: Não estou aguentando de dor de cabeça. Vou ficar em casa.
Ela me puxou pelo braço e disse: Pode tomar um remédio e vamos. Não quero você desanimada logo hoje.
Falei: Onde nós vamos? Preciso tomar um remédio agora.
Fomos até a cozinha e revirei a caixinha de remédios, até achar o para dor de cabeça. Ela disse enquanto pegava um copo d'água: Ah, seu namorado me ligou há uma hora.
Falei: O que ele queria?
Ela disse: Queria saber por que você estava brava com ele, e que ele não fez nada e blá blá blá.
Falei: Ah, já nos resolvemos.
Ela riu e disse: Como você é rápida.
Peguei meu celular e uma bolsa pequena, e saímos de casa. Fomos com o carro da Megan, e ao virar a rua haviam uns 5 fotógrafos parados provavelmente nos esperando. Até aqui eles me perseguem!

                                         Continuo com 15 comentários 

Eaii gente. Tudo bem c vocês? Bom, ficou pequeno e sem graça pq minha semana de provas está acabando, mesmo assim tá meio corrido esse mês e eu já falei antes mesmo. Obrigada pelos comentários e elogios sobre essa fic. O principal dessa temporada, está apra acontecer daqui uns 3 caps eu acho, ainda no Brasil mesmo. Faz parte da pequena sinopse que eu já postei. Espero que estejam gostando, tenham uma boa noite e se quiserem podem vir falar comigo. 
Beijos.

17 comentários:

  1. continuaa,eles nao podem terminar denovo pf... Beijoos @_soutodinhasua

    ResponderExcluir
  2. continuaaaaa, ta perfeito demais Le... to muito curiosa

    ResponderExcluir
  3. aff tenho vontade de dar um tapa.nessa loira aguada. plmdds. mas ainda bem q eles se resolveram.
    @fuckswagjb

    ResponderExcluir
  4. Continuaaaaa @outoftownjb

    ResponderExcluir
  5. Aaaaa eu vou bateer nessa Alli-piranha-oxigenada kk' continua baabe s33'

    ResponderExcluir
  6. Tto com medo doq vaai acontecer :$ , ameei *-* bjsos continuua

    ResponderExcluir
  7. Continua
    Essa Alli que vadia
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. continua...ta perfeito

    ResponderExcluir
  9. aiiiii ta perdeito demais continua Le please

    ResponderExcluir
  10. faz segunda temporada da When Your Dreams Came True pf

    ResponderExcluir
  11. continua logo eu comecei ler faz pouco tempo essa fic e já estou na segunda temporada lendo , continua , -na

    ResponderExcluir