sábado, 16 de março de 2013

Let It Be

19º Capítulo


[Meu pai disse : (Seu apelido), por que você não namora com o Anthony?
Engasguei enquanto tomava meu suco e Lia bateu na minha costa. Respirei fundo ainda tossindo e falei incrédula : ANTHONY? Por que pai?]


Ele disse todo tranquilo : Porque ele é um bom rapaz, vive te elogiando pra mim e hoje mesmo ele comentou com o Vinícius que adorou te conhecer. Qual é, ele é muito melhor que o Bieber.
Sério? Meu pai só pode estar brincando. O Anthony, melhor que o Justin? Nem em outro mundo. Ele só tem beleza, só. Ou melhor, tinha. Porque depois da maneira como ele agiu comigo, não consigo mais ver beleza naquele garoto.
Falei ainda surpresa : Você não sabe o que está falando pai.
Ele disse ainda sério : Por que acha isso? Além dele ser um ótimo rapaz, vocês formariam um lindo casal.
Pensei alto : Um lindo casal? Eca.
Ele disse encarando-me : Você não acha que ele é um bom rapaz?
Rapidamente fiz que não com a cabeça e disse : O pouco que conversamos, foi o suficiente para saber que ele não é tão legal assim.
Meu pai disse : Amanha você vai no trabalho comigo, e aproveita para falar com ele.
Falei : Eu tenho namorado pai.
Ele riu e disse : O Bieber?-desviou o olhar- vocês mal se vêem e ele não presta.
Por pouco eu não falei poucas e boas pra ele, mas como é meu pai, respeitei e disse ainda calma : Eu acho que o senhor está invertendo as coisas pai. O Justin é uma ótima pessoa, e todos sabem disso.
Ele disse : Eu não acho.
Falei querendo entrar no assunto do porquê eles não gostam um do outro : Por que?
Ele respondeu rápido : Coisas do passado. Um dia ele te conta.
Revirei os olhos e não disse mais nada. Por que eles enrolam tanto quando são perguntados sobre isso? Até parece que é algo extremamente sério, ou sei lá.
Terminamos o jantar, e assim que meu pai se retirou da mesa, falei : Era isso que você queria me falar Vini?
Ele segurou o riso e disse : Mais ou menos isso. Foi engraçado, porque esse tal de Anthony começou a falar de você pra mim, como se eu fosse falar algo.
Lia interferiu : Ele está realmente a fim de você.
Ri e disse : Credo, eu não gosto dele. E outra, eu tenho namorado.
Lia disse quase cochichando : Mas no ponto de vista do seu pai, é marketing.
Vinícius disse se afastando : Qual é. O Tom já deve saber que eles estão realmente namorando.
Falei : Eu e o Justin mal nos vemos quando ele está junto, ele não tem como saber disso.
Lia disse : Ele é seu pai, com certeza ele já deve saber, mas não vai assumir até você falar.
Ri e disse : Ou seja, deixe como está. 
Fui até o corredor e parei no meio porque meu celular começou a vibrar.

''Ei princesa, olha isso :

''Ela é realmente linda. Conversamos poucas vezes, mas já tenho uma consideração por ela. Sou apenas 4 anos mais velho do que ela, isso não é problema, não?'' Aquele trouxa do Anthony falou isso em uma entrevista hoje, quando perguntado se tinha amizade com a filha do diretor. CONSIDERAÇÃO? VOCÊS SE VIRAM DUAS VEZES. Garoto idiota''

Meu Deus, que fofo o Justin com ciúmes. Esse garoto também gosta de provocar. Parece que ele e meu pai planejam essas coisas, só pode.

''Quando ele disse isso? Não liga amor...Ele quer chamar a atenção. Quanto menos você ligar, mais rápido ele irá parar''

''Mesmo assim, não gostei nem um pouco disso. Você é minha''.

 ''Relaxa amor, eu amo você''.

''Também amo você. Estou chegando na sua casa, quero falar com você''.

''Agora??Meu pai está em casa''.

''Aham. Vem aqui fora, em 5 minutos estarei aí''.

Não respondi mais e fiz minhas higienes. Coloquei uma jaqueta por cima do pijama, apesar de não estar tão frio e saí do quarto com o celular nas mãos.
Tentei fazer o mínimo barulho possível, para que meu pai não fizesse perguntar e Lia disse : Onde você vai mocinha?
Ri e cochichei : O Justin está aqui.
Fui até a porta de vidro e ele estava sentado perto da piscina, de costas mexendo no celular.
Caminhei até ele, e disse : Como entrou aqui?
Ele deu os ombros e disse : Os seguranças daqui me conhecem.
Sentei-me ao lado dele no chão, que disse ao dar-me um selinho : Tive um dia cansativo...Ensaios sem parar e depois fui para a academia.
Falei : Também fiz academia hoje, duas horas sem parar.
Ele riu e disse em tom de ironia : Uau, deve ter sido muito cansativo mesmo.
Ri e disse : Para, estou falando sério.
Ele concordou e disse : Eu também. Enfim...Vim aqui para te fazer um convite.
Falei olhando pra ele : Convite?
Ele assentiu e disse : Dorme em casa hoje? Minha mãe não está lá e os seguranças vigiam a casa a noite toda.
Ri e disse : Você acha que meu pai vai aceitar isso numa boa? Se ele acordar e ver que eu não estou aqui, no mínimo vai ficar muito bravo.
Ele disse fazendo cara de dó : Só hoje, por favor. Prometo que ele não irá descobrir.
Desviei o olhar e disse : Eu vou-ele sorriu-, mas temos que esperar uns 20 minutos até ter certeza de que ele não sairá mais do quarto.
Justin assentiu e passou as mãos em minha perna : Sabe...Não consigo parar de pensar na noite em que passamos juntos em Chicago.
Beijei-o e disse : Eu também penso muito nisso. Vamos ficar lá dentro enquanto isso, aqui está um pouco frio.
Ele levantou-se e deu-me um abraço forte.
Falei abaixando o tom de voz : Tente falar o mais baixo possível, para que ninguém escute sua voz aqui.
Ele concordou com a cabeça sem dizer nada e peguei em sua mão, subindo as escadas. Fomos até meu quarto e fechei a porta.
Ele disse ainda cochichando : Seu pai não entra aqui?
Fiz que não com a cabeça e falei : Ele quase nunca entra no meu quarto, e já foi se deitar. Teve um dia cheio hoje.
Sentei-me na cama, e ele fez o mesmo ficando em minha frente.
Liguei a tv com o controle e falei : Tive uma ideia.
Ele ergueu as sobrancelhas esperando que eu falasse algo, e disse : Ideia?
Falei : Sim. Já são 23h, então seria melhor se você dormisse aqui hoje.
Ele sorriu e disse : Não sei...Se o seu pai nos ver aqui será muito pior. E ainda tem o Vinícius.
Falei : O que o Vini tem a ver com isso?
Justin disse aproximando-se : Sei lá. Não acho uma boa ideia.
Falei encostando a cabeça no travesseiro : Ou você dorme aqui, ou nada.
Ele deitou na cama derrotado e disse : Eu fico.
Falei : Precisa de alguma troca de roupa, ou vai tomar banho?
Ele fez que não com a cabeça e disse : Tomei banho agora pouco e amanhã cedo irei embora. Não preciso de nada agora, só de você.
Passei a mão em seu cabelo e dei um beijo em seu rosto.
Ele tirou a blusa e os tênis e disse : Posso tirar a calça?
Ri e fiz que sim com a cabeça dando os ombros. Ele ficou apenas de cueca e olhou-me um tanto safado.
Tirei a jaqueta, ficando apenas de pijama e falei : Pega o menor controle que está aí no criado-mudo, e apaga as luzes por favor.
Ele disse surpreso : Mentira que o seu controle apaga as luzes? Também quero um desses.
Estou torcendo para que meu pai não escute a voz dele aqui no quarto, nem que ele entre aqui ou que o Vinícius descubra hoje.
Tentarei acordar bem cedo amanhã, antes do meu pai para que o Justin vá embora sem ser visto.
Aumentei o volume da televisão, para que pudéssemos conversar um pouco mais alto, sem problemas.
Deitei-me na cama, e me cobri com o edredom até o meio da barriga. Justin fez o mesmo e me abraçou por dentro da coberta.
Falei com uma voz mansa : Nada melhor do que ficar assim com você, nesse frio.
Ele deu-me um selinho e passou as mãos em minha coxa, até meu quadril e colou seu corpo no meu. Me arrepiei e ele disse : Está com sono?
Falei bagunçando seu cabelo : Nem um pouco. E você?
Ele mordeu meu lábio e disse olhando em meus olhos : Também não.
Ajeitei-me na cama, ficando deitada de frente pra ele, que subiu as mãos até meu sutiã, por debaixo da blusa e disse com a voz rouca : Você não precisa dormir com sutiã.
Não respondi e ele abriu-o sem dificuldade. Tirou-o e deixou de lado. Acariciei seu rosto e beijei-o sem pensar duas vezes. Sua língua percorria todos os cantos de minha boca, ele pausava o beijo com selinhos, passando a língua na ponta de meus lábios. Tornei a beijá-lo e ele parecia estar gostando daquilo.
Eu sentia algo estranho quando estava assim com ele, em um momento só nosso.
Era uma sensação diferente das outras... Eu queria permanecer assim com ele por um bom tempo, de alguma maneira isso me fazia bem. Era como se, nada pudesse nos interromper.
Seu beijo era com certeza o melhor.
Ele veio disfarçadamente mais para a frente, ficando em cima de mim e beijando-me cada vez com mais desejo. Não sei explicar, mas era completamente tentador. Sentia meu corpo estremecer a seu toque enquanto ele era todo delicado comigo.
Desci as mãos sob seu corpo e ele chupou meu pescoço com força, chegou a doer um pouco, mas não reclamei. De certo modo isso era bom, ou devo dizer, tentador.
Fui um pouco para trás na cama, ainda quase deitada e ele em minha frente, parou e disse : Deixei minha marca no seu pescoço-riu-opa.
Olhei-me pela câmera frontal do celular e meu pescoço estava com uma marca enorme, do lado direito.
Falei : Justin! Como eu vou fazer pra esconder isso?
Ele deu os ombros e disse : É só você passar o dia com o cabelo solto. Foi sem querer.
Concordei como se não tivesse acreditado e ele deu um sorriso.
Dei um selinho nele e disse : Vamos dormir?
Ele ergueu uma das sobrancelhas e disse em tom de brincadeira : Acha mesmo, que eu vim aqui para dormir?
Falei deitando-me : Vai amanhecer em claro então?
Ele riu e disse : Você entendeu o que eu disse. Poxa, quase não nos vemos durante o dia, não saímos juntos, você quase não vai em casa.
Falei olhando pra ele : Infelizmente não é tão fácil essa vida de namorar famoso-ri-.
Ele disse : Ainda mais porque seu pai também é famoso, então tudo o que você faz, de algum jeito para na mídia.
Concordei e disse : Você também meu amor.
Ele assentiu e disse : Por isso mesmo, temos que aproveitar quando estamos sozinhos.
Pensando por esse lado, ele está certo. O único momento em que temos privacidade é quando estamos em um quarto, sem câmeras nem pessoas nos encarando.
Me cobri novamente com a coberta e ele me puxou, para que eu ficasse deitada em cima dele. Com seu rosto em direção ao meu.
Sentia seu membro já ereto, roçando em minha intimidade por dentro da cueca. Coloquei uma das mãos no mesmo, e passei a massageá-lo sem tirar a mesma.
É estranho porque, mesmo eu fazendo isso, ele não disse nada. Apenas fechou os olhos e continuou com sua respiração ainda mais acelerada.
Cobri a cabeça com o edredom, para que ele não pudesse me ver e beijei-o da barriga até seu peitoral. Passei minhas unhas por seu corpo todo, arrepiando-o e ele disse com a voz baixa : Continua provocando pra você ver.
Falei colocando a cabeça para fora do cobertor : O que você vai fazer?
Ele desviou o olhar : Continue e verá.
Então é pra já. Ameacei puxar sua cueca para baixo, mas parei na metade e continuei massageando seu membro, e apertando-o cada vez com mais vontade.
Em questão de segundos, Justin puxou-me pelos braços, fazendo com que eu ficasse com o rosto em sua direção e disse fitando meus lábios : Lembra quando você me perguntou se eu era calmo daquele jeito?-assenti- Eu não sou tão calmo assim.
Mordi os lábios e ele me empurrou para o lado oposto da cama, ficando por cima e rapidamente tirou minha blusa. Olhou-me de cima a baixo e beijou-me em volta dos seios, passou a língua nos dois e começou a chupá-los com força, estava me segurando para não dizer nada e sem querer comecei a gemer baixo, descontroladamente. Ele tapou minha boca com uma das mãos e continuou a chupar o bico do meu seio, cada vez com mais vontade. Ao mesmo tempo que era realmente bom, sentia algo estranho. Eu não conseguia me controlar, já não sabia mais o que fazer. Ele passou novamente a língua em volta e disse quase tocando seus lábios nos meus : Você é tão...
Falei com a voz um tanto sexy : Tão o que?
Ele me beijou e não respondeu. Permaneci deitada, e ele tirou meu shorts e minha peça íntima de uma vez. Beijou minha barriga até minha coxa e começou a apertá-la com suas mãos fortes.
Tirei sua cueca devagar, e desci uma das mãos em seu corpo. Relando cada parte com as unhas.
Ele parecia estar arrepiado, olhou-me nos olhos e desviou o olhar até sua calça, que estava no chão perto da cama.
Entendi o recado e peguei-a, haviam várias camisinhas dentro da carteira, peguei uma de menta e dei nas mãos dele.
Em questão de segundos, ele deitou em cima de mim, segurando minhas mãos contra a cama, fazendo-se também de apoio. Já sentia sua respiração carregada e meu coração palpitava cada vez que ele me beijava.
Olhei para baixo, e rapidamente fechei os olhos. Ele mordeu meu lábio, puxando-o e senti uma forte pressão de seu membro corroendo minha intimidade e ao penetrar, me contorci na cama e ele permaneceu me segurando pelas mãos, passando a movimentar seu corpo cada vez mais rápido. Não conseguia controlar os gemidos, era completamente incontrolável. Ele me calou com beijos quentes e virou-me na cama, ficando por baixo. Desceu as mãos até meu quadril, beijou-me dos ombros até minha testa e mordisquei sua orelha direita. 
Minha respiração estava cada vez mais acelerada, não sabia o que estava sentindo, isso tudo é um tanto novo pra mim. Minhas pernas estavam trêmulas, tanto quanto as dele e meu coração estava acelerado, minha respiração carregada e uma sensação de satisfação completa.
Talvez tenhamos chegado ao tal orgasmo. Deitei-me ao seu lado, que disse com a voz completamente ofegante : Ainda me acha calmo?
Senti meu corpo se arrepiar com sua voz e rapidamente fiz que não com a cabeça.  
Justin olhou-me nos olhos e falei quase tocando seus lábios nos meus : Eu amo você Bieber.
Ele passou uma das mãos em meu cabelo e disse quase sussurrando : Eu te amo (Seu nome).
Desliguei a tv com o controle e ele segurou minha mão, nos cobrindo até um pouco abaixo do pescoço.

[...]

Acordei com ''lolly'' tocando super alto ao meu lado. Quem colocou isso? Ainda com os olhos fechados estiquei a mão direita até pegar o celular, que era o do Justin e desliguei o despertador. Acredita que ele continuou dormindo, mesmo depois dessa música alta tocar? Sentei-me na cama e peguei meu celular. Eram 7h30 da manhã. Cedo demais pra mim.
Levantei-me e fui ao banheiro, passei uma água no rosto e fiz minhas higienes. Haviam camisinhas jogadas no lixo, se a empregada ou mais alguém ver isso, já era. Que horas ele veio jogar que eu não vi?
Meu pai só levanta ás 9h. Dei sorte que o Justin colocou o despertador mais cedo e resolvi tomar um banho antes dele acordar.
Deixei a porta do banheiro aberta mesmo, já que ele estava dormindo. Saí do banho e enrolei a toalha no corpo.
Voltei para o quarto e ele estava sentado na cama, com as mãos no rosto, provavelmente pela claridade.
Falei indo até ele : Bom dia amor.
Ele deu-me um selinho e disse : Bom dia. Por que a toalha? 
Falei indo até o closet : Porque eu acabei de sair do banho.
Ele riu e disse : Ah tá. Que horas são?
Falei olhando no relógio da parede : Quase 8h.
Justin rapidamente se levantou e disse : Eu tenho que estar em casa no máximo ás 9h. Que horas seu pai acorda?
Dei os ombros e disse pegando um vestido mais casual : Acho que 9h, por aí.
Ele disse : Vou me vestir e ir embora, antes que ele acorde.
Fiz que não com a cabeça e disse : Relaxa ai Justin, você ainda vai tomar um banho e eu pego uma roupa do Vinícius pra você.
Ele disse : Não precisa, eu vou assim mesmo e em casa tomo um banho.
Falei séria : Espera aqui, vou entrar no quarto dele e pegar uma roupa pra você.
Ele revirou os olhos e ligou a tv, andando pelo quarto.
Fechei a porta e fui até o quarto do Vini, pisando devagar no chão. A porta estava entre aberta, e pelo pequeno vão, pude ver que ele ainda dormia.
Entrei devagar e fui até o guarda-roupa, peguei uma blusa preta e uma calça jeans com alguns furos. 
Assim que fechei a porta do guarda-roupa, ouvi uma voz grossa : ''O que está fazendo aí gata?''
Ah não, ele tinha que acordar logo agora?
Dei o sorriso mais sem graça do mundo e falei colocando a troca de roupa para trás, indo até a porta : Preciso de uma troca de roupa sua. Depois eu te devolvo.
Ele se levantou e disse : Por que você quer isso?
Desviei o olhar sem responder e ele disse passando as mãos no rosto : Não acredito nisso (Seu nome). O Justin dormiu aqui?
Rapidamente saí do quarto sem responder e voltei para o meu, tranquei a porta e Justin disse : Tudo certo aí?
Falei : O Vini já se tocou que você dormiu aqui, porque ele acabou de acordar.
Justin riu e disse em tom de ironia : Boa amor. Vou tomar um banho rápido, porque não posso me atrasar.
Concordei e disse : Vou deixar a roupa aqui na cama.
Ele não respondeu e foi para o banheiro. 
Fiquei mexendo no celular e rezando para que meu pai não acordasse agora, nem que o Vinícius começasse com o chilique de sempre.
Ele saiu do banheiro com a toalha na cintura e vestiu a cueca, e a calça.
Falei : É estranho te ver com esse tipo de roupa...Você quase nunca usa jeans.

 

Ele disse olhando-se no espelho : É estranho mesmo, mas até que ficou bom.
Terminou de se arrumar e disse : Agora eu preciso ir, se o Tom acordar e me ver aqui, já viu no que vai dar.
Falei seguindo-o até a porta : Você vai embora sem comer nada?
Ele me encarou e disse sorrindo : Já comi.
Bati nele e disse : Idiota.
Ele riu e me beijou : Brincadeira amor. É que eu preciso ir mesmo.
Saímos do quarto fazendo o mínimo barulho possível e ele me mandou um beijo de longe, fechou a porta e foi embora.
Continuei andando pela sala como se nada tivesse acontecido e fui para a cozinha. A empregada estava olhando para a geladeira, pegando várias coisas para colocar na mesa.
Falei : Rebecca, você sabe se meu pai já acordou?
Ela disse me olhando : Já sim (Seu nome), ele está lá fora há uns 10 minutos.
Não acredito nisso... Falei rapidamente : LÁ FORA?
Ela assentiu e disse : Sim. Está tudo bem (Seu nome)?
Concordei e saí correndo em direção ao jardim. Imagina se ele deu de cara com o Justin lá? 

                                              Continuo na terça 

Eaiiiiiii gente, tudo bem com vocês? Espero que sim. Bom, esse cap ficou meio sem graça e pequeno, mas é pq continua corrido pra mim e tal. E essa semana serão minhas provas, por isso irei postar só na terça. Tenho que estudar pra todas as matérias e tenho 3 provas por dia. Não é nada fácil. Enfim, espero que estejam gostando dessa ib e no capítulo 21 irá acontecer algo MTO diferente, porém será daora :x Não posso falar muita coisa, se não perde a graça. Quem tiver ideias ou quiser falar comigo me chamem no twitter ou pelo kik, aqui nos coments mesmo. Vocês que sabem.
Justin raspou o bigodinho #rick hahaha.
Beijão.

10 comentários:

  1. PRIMEIRA A COMENTAR (nem li ainda) PORQUE NINGUÉM BRILHA MAIS DOQUE EU

    ResponderExcluir
  2. O*R*G*A*S*M*O. OMFG. AMEI. LINDO. MARAVILHOSO. PERFEITO. PARABÉNS LÊ!! @outoftownjb

    ResponderExcluir
  3. gostei do capitulo de hj,foi diferente. E AGORA? E SE O TOM VER O JUSTIN? tipo fudeu. to curiosa pra saber o q vai acontecer.
    @fuckswagjus

    ResponderExcluir
  4. ai meu deussssss , ja pensou se o tom encontra o bieber // cara sua ib ta me deixando LOUCA hahahahaha amando

    ResponderExcluir
  5. mds imagina se eles dao de cara fudeu bieber kkkkkkk amando le, continua logo
    @drewrockin

    ResponderExcluir
  6. CONTINUA CONTINUA CONTINUAAA TA PEREFCTTTTT SERA Q O TOM VAI PEGAR O JUSTIN(sem malicia)??????? OMBBBBBBBBBBBB MTAAA EMOÇAOOOOOOOOOOO VEIIIIIIIIIIIIIII

    ResponderExcluir
  7. PUTA QUE PARIU , se o pai dela catar o Justin saindo dali , FUDEU jaisjiasjsajsias u_u continua logo amor

    ResponderExcluir
  8. uma vadea dessa querendo matar a gente do coração. tnc letica _l_
    @missyoujdb

    ResponderExcluir